HomeNotícias >  Acontece em São Paulo
 
Entrevista: ACS da UBS Jd. Paranapanema fala sobre o dia a dia de trabalho e a paixão pela profissão
 

Maria Joselita Soberinho Rocha é agente comunitária de saúde da UBS Jardim Paranapanema, no Jardim Ângela, há 12 anos. Apaixonada por seu trabalho, ela conta o porquê de ser ACS, uma profissão fundamental da atenção básica e pilar da Estratégia Saúde da Família no Brasil.

Como começou a trabalhar na área?
Brinco com as pessoas que nasci agente comunitário de saúde. Foi meu primeiro emprego desde os 18 anos. Eu morava no nordeste e, em 1997, mudei para São Paulo. Três anos depois o CEJAM abriu processo seletivo para ACS, mas eu me atrasei e não consegui participar. Em 2005, uma nova chance! Aconteceu outro processo e eu passei. Desde então estou aqui na UBS Jardim Paranapanema.

E você nunca pensou em mudar de profissão?
Nunca. Eu amo o que eu faço. Tenho vários companheiros de trabalho que mudaram, começaram como ACS e hoje são auxiliares de enfermagem, enfermeiras, entre outros. Eu acho isso lindo, inclusive incentivo as pessoas a mudarem, mas eu nunca quis. Eu realmente gosto da minha profissão.

Ao longo desses anos aqui na UBS Paranapanema, qual a principal evolução que você presenciou?
A Unidade funcionava em uma casa, em um espaço físico muito pequeno. Quando o CEJAM decidiu mudar a UBS para este prédio foi muito melhor por ter mais espaço para os usuários serem atendidos. Contribuiu para que o atendimento fosse mais rápido e eficaz.

Qual o retorno que você tem dos usuários durante as visitas?
Eu entro na casa das pessoas há muito tempo e grande parte aprova o atendimento que a nossa Unidade oferece. Isso é algo que me motiva a permanecer nessa área: a Estratégia Saúde da Família dá certo!

Quais suas experiências mais marcantes como agente comunitária de saúde?
Olha, são muitas histórias, quase impossível eu me lembrar de todas. Recentemente, eu e outros profissionais fomos visitar uma família que estava passando por uma situação muito complicada. Com a ajuda do nosso trabalho e das nossas orientações, eles encontraram um norte para mudar a situação. Ver as pessoas mudarem de vida por conta do nosso trabalho é o que mais marca minha trajetória profissional.

Fonte: Felipe Nascimento - Assessoria de Imprensa CEJAM
Data de Publicação: 16/06/2017

 
© Copyright 2000 / 2017 - Todos os direitos reservados.