Unidades de Saúde Básica do Jardim Angela e Capão Redondo participam de treinamento sobre Sífilis

Pesquisa do Ministério da Saúde aponta que entre 2015 e 2017 foram constatados mais de 500 casos em gestantes, maioria delas tem menos de trinta anos.

Profissionais de 31 Unidades Básicas de Saúde dos bairros do Jardim Ângela e Capão Redondo participaram de um treinamento sobre sífilis, realizado pela Escola da Saúde do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM).

O treinamento teve como proposta preparar os profissionais com ações de prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento em gestantes.

“Realizamos este treinamento tendo em vista o aumento no número de casos de sífilis durante a fase de pré-natal de mulheres em vulnerabilidade social. Queremos capacitar e orientar os nossos profissionais sobre o atendimento a essas gestantes, exames necessários e quais os procedimentos a serem seguidos em caso de confirmação da doença”, explica João Paulo Monteiro Freitas, enfermeiro de interlocução de vigilância do CEJAM.

Entre 2015 e 2016, os casos de sífilis nas UBSs do Jardim Ângela subiram de 113 para 142, e, até maio de 2017, 81 gestantes foram diagnosticadas com a doença. Nas unidades do Capão Redondo, foram 132 casos em 2016, e 53 casos em 2017.

Pesquisa do Ministério da Saúde apontou que os casos de sífilis aumentaram 5000% em cinco anos. Entre os anos de 2015 e 2017, foram constatados mais de 500 casos em gestantes, sendo que, 52% delas têm entre 20 a 29 anos.


Data de Publicação: 10/11/2017

Fonte: Gazeta de Santo Amaro