Mogi comemora Dia Mundial do Diabetes com palestras e orientações aos pacientes

Para comemorar o Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de novembro, a Secretaria Municipal de Saúde promove nesta terça-feira, às 15 horas, uma palestra para pacientes e responsáveis com a presença de profissionais da Rede Básica. Outros eventos também lembram a data com informações e orientações ao público em geral.

Das 9 às 14 horas, a Unica – Unidade Clínica Ambulatorial promove atividades e orientações para pacientes com a participação de nutricionista, endocrinologista e enfermeira. Durante todo o dia, o Pronto Atendimento do Jardim Universo e a UPA do Rodeio também abordarão o tema com esclarecimento ao público presente.

Em Mogi das Cruzes, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolve o Programa Hiperdia, em parceria com o Ministério da Saúde, que implica na detecção do paciente diabético e seu cadastramento para melhor planejamento de ações, compra e distribuição de medicamentos. Por iniciativa própria da Administração Municipal, há, ainda, o Programa Controle em Casa, que garante a distribuição de glicosímetros e insumos para o controle diário da doença pelos pacientes.

Atualmente, o Programa HiperDia conta com 26.614 pacientes cadastrados, incluindo portadores de hipertensão e diabetes. Já o Programa Controle em Casa atende atualmente 4.132 pacientes diabéticos insulinos- dependentes que recebem glicosímetros, tiras reagentes e lancetas em quantidade necessária para realizar o teste de glicemia capilar na residência para controle e acompanhamento dos níveis glicêmicos.

Existem dois tipos de diabetes. A do tipo 1 é uma doença autoimune que pode ocorrer a qualquer momento, mas, na grande maioria dos casos, surge na infância e adolescência. Já a diabetes do tipo 2 tem característica genética e ocorre principalmente quando o indivíduo tem predisposição para a doença, está acima do peso, mantém alimentação inadequada, entre outros fatores de risco. Estes casos são mais comuns a partir dos 60 anos, já que a idade também é um fator agravante. 

Uma alimentação adequada e balanceada permite maior controle da glicemia e contribui para uma vida mais saudável, assim como outros hábitos saudáveis, como a prática de esportes, é importante aliado para os pacientes e sua qualidade de vida.

Diabetes: orientações nutricionais

Consuma à vontade: alface; acelga; agrião; broto de feijão; repolho; rúcula; salsão; chicória; almeirão; espinafre; jiló; couve-flor; pimentão; rabanete; tomate; maxixe; temperos naturais (alho, limão, cebola, cebolinha, salsa, orégano, manjericão).

Consuma com moderação: arroz; macarrão; farinha; batata; inhame; mandioca; mandioquinha; pães; torradas; cuscuz; pipoca; canjica; pamonha; tapioca; feijão; ervilha; lentilha; grão de bico; soja; abóbora; cenoura; chuchu; quiabo; vagem; beterraba; miúdos; ovos; carne bovina e suína (prefira carnes magras); leite, queijos, iogurtes e coalhada (de preferência desnatados); alimentos industrializados; óleo; margarina; manteiga; adoçante; refrigerante diet; frutas (prefira maçã, pera, ameixa e pêssego).

Não consuma: açúcar branco; rapadura; mel/melaço; doces em geral; caldo de cana; balas; bolos; chocolates/achocolatados; sorvetes e picolés; bebidas alcóolicas; alimentos industrializados que componham açúcar em sua composição, como leite condensado; frituras, pele de frango e gorduras aparentes das carnes.


Data de Publicação: 14/11/2017

Fonte: Comunicação Prefeitura de Mogi das Cruzes