Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Prefeitura de Mogi das Cruzes amplia ações de prevenção à febre amarela

A Prefeitura de Mogi das Cruzes iniciou nesta segunda-feira (20/11) a vacinação contra febre amarela para moradores da área rural localizada na divisa do município com a Santa Isabel. A medida é cautelar e segue orientações da Secretaria de Estado da Saúde, responsável pelo mapeamento das áreas prioritárias para a imunização e também pelo envio das doses necessárias para o município.

A fase inicial prevê a imunização de aproximadamente 200 mil pessoas que que residem em bairros e condomínios como Taboão, Monterey Ville, Aruã, Piatã, Jardim Margarida, Residencial Novo Horizonte, Beija Flor, Moralogia, Jardim Vieira, Sabaúna, Residencial Itapety, Chácara Guanabara, Jardim Aracy, Ponte Grande, Rodeio, Botujuru, Vila Suíssa, Jardim São Pedro, Mogilar, Vila Industrial e Volta Fria. Num segundo momento, a dose estará disponível para todo o município.

“Não há necessidade de correria ou preocupação porque estamos trabalhando de forma cautelar. Até o momento, Mogi das Cruzes não tem registro de febre amarela e nem foram encontrados macacos mortos e o nosso objetivo é trabalhar de forma preventiva, seguindo as orientações da Secretaria de Estado da Saúde”, explica o secretário municipal de Saúde, Téo Cusatis.

A primeira remessa de vacina contra a febre amarela está sendo liberada nesta segunda-feira (20/11) para a Mogi das Cruzes e compreende cerca de 75 mil doses. A distribuição e o planejamento estratégico para a imunização serão realizados nesta terça (21/11).

Desde o início do mês, o Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses já realiza uma ação de orientação aos moradores que vivem no limite do município com Santa Isabel e Arujá. O trabalho começou com a distribuição de panfletos alertando sobre a importância de acionar uma equipe técnica caso sejam encontrados macacos mortos ou doentes naquela região. Os macacos também são vítimas da febre amarela, não transmitindo a doença para os seres humanos, mas servem como alerta para a presença do vírus.

Em qualquer parte da cidade, a orientação é a mesma: ao encontrar um macaco morto ou doente, o cidadão deve acionar imediatamente uma equipe técnica. De segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, basta ligar para o Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses no telefone 4794-4343 e, após as 17 horas e nos finais de semana e feriados, o número é 153.


Data de Publicação: 21/11/2017

Fonte: Comunicação Prefeitura de Mogi das Cruzes