Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Coordenadoria de Saúde Sul promove 1º Fórum Regional de Tuberculose

A Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Sul realizou em 28/11 seu 1º Fórum Regional de Tuberculose. O evento aconteceu no auditório da Universidade Paulista (UNIP) e teve o objetivo de articular metas, mostrar dados e ações para combater e erradicar a Tuberculose (TB) na cidade de São Paulo, seguindo o plano nacional do Ministério da Saúde que almeja “atingir a meta de menos de 10 casos por 100 mil habitantes, até o ano de 2035”.

Neste ano, o encontro passou a ser regionalizado: “Assim, há a possibilidade da região se enxergar melhor em relação a sua situação epidemiológica, e não esperar isso ser feito pela Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA), podendo trabalhar esses dados junto com esse órgão. Afinal, quem cuida de tuberculose aprende, se envolve e se motiva muito mais”, afirma a doutora Carmen Gregorut, coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose e da Vigilância Epidemiológica da COVISA.

Dinâmica do encontro

Na ocasião, foram proferidas três palestras: a doutora Carmen falou sobre o Plano Municipal de erradicar a tuberculose até 2035; já a médica infectologista Sumire Sakabe abordou os avanços e os desafios da doença nas grandes cidades; e o enfermeiro e professor João Fernando Marcolan tratou da questão da saúde mental dos profissionais da saúde que lidam com pacientes que têm tuberculose.

Antes de encerrar o 1º Fórum de Tuberculose da CRS Sul, alguns profissionais e unidades de saúde da região Sul e de cada distrito – Campo Limpo, Cidade Ademar, Santo Amaro, M’Boi Mirim, Capela do Socorro e Parelheiros – foram premiados ou receberam menções honrosas por se destacarem no desenvolvimento de ações de combate à TB em 2017.

Números da TB no Brasil

Segundo o Plano Nacional Pelo Fim da Tuberculose Como Saúde Pública, do Ministério da Saúde, apenas no Brasil:
▪ 67 mil pessoas adoeceram com tuberculose em 2016; 
▪ 4,5 mil homens, mulheres e crianças morreram de tuberculose em 2015;
▪ 6,2 mil pessoas vivendo com HIV desenvolveram tuberculose;
▪ 1.044 pessoas desenvolveram tuberculose drogarresistente.

E no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS):

▪ 10,4 milhões de pessoas adoeceram com tuberculose em 2015;
▪ 1,4 milhão m orreram de tuberculose em 2015. Incluindo 400 mil pessoas vivendo com HIV;
▪ 1,2 milhão de pessoas vivendo com HIV desenvolveram tuberculose;
▪ Em 2014, 480 mil pessoas desenvolveram Tuberculose Multidrogarresistente (TB-MDR), com 190 mil mortes associadas.


Data de Publicação: 12/12/2017

Fonte: Comunicação CRSSUL