Verão: dermatologista dá dicas para cuidar da pele na estação mais quente do ano

Durante o verão, aumentam as atividades realizadas ao ar livre e a radiação solar mais intensa aumenta o risco de queimaduras, câncer de pele e outros problemas. Por isso, não podemos deixar a proteção de lado. Veja a seguir algumas dicas da Dra. Fernanda Boralli Massulini Dias Aguiar, dermatologista do Hospital Dia da Rede Hora Certa M Boi Mirim I, e aproveite a estação mais quente do ano sem prejudicar a sua saúde. 

No verão, a hidratação é a mesma para todos os tipos de pele (seca, oleosa, normal e mista)?
No verão, as temperaturas mais quentes, exigem hidratação redobrada para todos os tipos de pele, portanto, além de um bom filtro solar não podemos nos esquecer de hidratar nossa pele após o banho.

Como deve ser feita a hidratação para cada tipo de pele? Há diferenças?
A hidratação deve ser feita preferencialmente após o banho, procurando escolher o hidratante conforme o tipo de pele e locais do corpo. De uma forma geral os membros (pernas e braços) necessitam de uma hidratação mais intensa que o restante do corpo. Para essas áreas, devemos dar preferência a hidratantes corporais com maior capacidade de hidratação. Para face, pescoço e colo devemos utilizar hidratantes conforme cada tipo de pele (seca, oleosa, mista).

Existe algum tipo de pele que merece uma atenção mais especial? Por quê?
Sim, crianças merecem uma atenção especial. Devemos evitar uso de produtos até seis meses de vida. A partir daí, utilizar hidratantes específicos. A maioria dos produtos para este público é segura, porque há uma preocupação, por parte dos grandes fabricantes com a escolha de ingredientes seguros, testados e aprovados pelos órgãos de vigilância sanitária. É primordial evitar corantes, perfumes, conservantes e outros aditivos irritantes, tóxicos ou alergênicos.
Atenção especial também devemos ter com a pele dos idosos já que tendem a ser mais ressecadas que o habitual.

Além da hidratação, o que é necessário fazer para manter a pele hidratada no verão?
Evitar banhos quentes e demorados, uso exagerado de sabonetes e buchas e evitar realizar esfoliações excessivas na pele. Beba no mínimo 2 litros de água ao longo do dia. Além desses cuidados, uma alimentação saudável, rica em vitaminas e antioxidantes pode trazer benefícios a longo prazo.

O que pode acontecer caso tais procedimentos não sejam tomados?
Uma pele bem hidratada é também mais protegida e menos vulnerável  a processos alérgicos, irritações e infecções.


Data de Publicação: 14/12/2017

Fonte: Assessoria de Imprensa CEJAM