Vacina contra Febre Amarela está disponível em todas as unidades básicas e de Saúde da Família, em Mogi

A Prefeitura de Mogi das Cruzes disponibiliza, a partir desta semana, a vacina contra a febre amarela para todas as Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família do município. Agora, os moradores podem procurar o posto mais próximo, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 16h30. Por enquanto, a exceção é a UBS do Jardim Ivete, que ficou sem vacinas devido a atos de vandalismo praticados no fim de semana anterior ao Natal – a previsão é de que a imunização no local esteja disponível a partir de 2 de janeiro.

A vacina é prioritária para quem mora ou trabalha em zonas rurais e regiões de matas. “Recebemos novos lotes da vacina e ampliamos os postos de imunização para facilitar o acesso dos munícipes que precisam garantir sua proteção”, afirma o secretário municipal de Saúde, Téo Cusatis.

Desde o dia 20 de novembro, quando a vacinação cautelar foi iniciada, Mogi das Cruzes imunizou 103.763 pessoas contra a febre amarela.

Além da ampliação do serviço para todas as UBSs e USFs, outra novidade é a introdução da vacina de febre amarela no calendário básico de vacinação da criança: os responsáveis pelos bebês que completarem 9 meses de vida (independente de residirem ou não em área prioritária) devem procurar uma unidade de saúde para imunização.

A vacina contra a febre amarela é aplicada em dose única e válida por toda a vida. Mas não podem tomá-la as mulheres que estiverem amamentando bebês de até 6 meses, gestantes, crianças menores de 9 meses; pacientes com imunodepressão; pacientes com câncer; pacientes infectados com HIV; pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores).

A febre amarela é uma doença infecciosa aguda causada por picada de mosquitos infectados. Não é contagiosa e não pode ser transmitida de pessoa para pessoa e nem de macaco para seres humanos. Existem dois ciclos do vírus: urbano e silvestre. O ciclo silvestre é única forma registrada neste momento no Brasil, onde há uma concentração de esforços para evitar a urbanização da doença. (Julio Nogueira)

Áreas prioritárias (relação atualizada):

  • Aroeiras
  • Aruã
  • Aruã Brisas
  • Aruã Ecopark/Lagos
  • Barroso
  • Biritiba Ussú
  • Botujuru
  • Capelinha
  • Chácara dos Baianos
  • Chácara Guanabara
  • Cidade Jardim
  • Cocuera
  • Condomínio Bella Citá
  • Condomínio Real Park Tietê
  • Condomínio Veredas
  • Conjunto Cocuera
  • Conjunto Jéferson
  • Conjunto Nova Bertioga
  • Conjunto Santo Ângelo
  • Conjunto Toyama
  • Hospital Dr. Arnaldo
  • Jardim Aracy
  • Jardim das Bandeiras
  • Jardim Juliana
  • Jardim Layr
  • Jardim Margarida
  • Jardim Nove de Julho
  • Jardim Piatã
  • Jardim Santos Dumont
  • Jardim São Pedro
  • Manoel Ferreira
  • Mogilar
  • Monterey Ville
  • Novo Horizonte
  • Oropó
  • Parque Morumbi
  • Parque Olímpico
  • Parque São Martinho
  • Parque Varinhas
  • Pedreira Embu
  • Pindorama
  • Ponte Grande
  • Quatinga
  • Residencial Itapety
  • Residencial Nathalie
  • Residencial Real Park
  • Residencial Rubi
  • Rio Acima
  • Rodeio
  • Sabaúna
  • Santa Rita
  • Taboão
  • Taiaçupeba
  • Vila Brasileira
  • Vila da Prata
  • Vila Estação
  • Vila Industrial
  • Vila Moraes
  • Vila Nova Aparecida
  • Vila Nova União
  • Vila São Sebastião
  • Vila Suíssa
  • Volta Fria

Data de Publicação: 29/12/2017

Fonte: Comunicação Prefeitura de Mogi das Cruzes