Dra Fernanda Costa Fonseca, dermatologista da Rede Hora Certa M’ Boi Mirim II esclarece todas as suas dúvidas sobre Acne

Acne é coisa de adolescente?Ela é mais comum no verão? A alimentação pode influenciar no aparecimento da acne? Se eu “apertar” ficarei com cicatrizes?

Confira abaixo 13 respostas para todas as suas dúvidas sobre o tema.

1. Acne é uma doença inflamatória do folículo pilosebáceo de causa multifatorial: genética, hormonal, aumento da produção de sebo, da queratinização e da colonização bacteriana do folículo. O cravo (tecnicamente chamado de comedão) é uma manifestação clínica da acne.

2. A acne é mais comum na adolescência, podendo acometer outras faixas etárias. A pele acneica tem como característica ser oleosa, com aspecto brilhante e gorduroso.

3. Não é recomendado manipular as lesões acneicas devido ao risco de infecção bacteriana secundária, formação de manchas e cicatrizes.

4. Manchas e cicatrizes são possibilidades reais. A inflamação própria da acne associada à inflamação causada pela manipulação da lesão ativam a produção de melanina, provocando as manchas, que pode ser pior nos pacientes com tendência a maior pigmentação.

5. Embora incomum, a infecção bacteriana pode acometer a corrente sanguínea e causar quadro de sepse, que é bastante grave, requerendo internação hospitalar e antibioticoterapia venosa.

6. A manipulação da lesão acneica aumenta o processo inflamatório, podendo piorar a vermelhidão e o inchaço.

7. Por aumentar o processo inflamatório, a manipulação da lesão pode piorar a intensidade da dor no local.

8. A limpeza de pele ajuda a remover as células mortas, os cravos e a diminuir a oleosidade e deve ser realizada por esteticista com formação técnica na área, que tomará os cuidados necessários como correta higienização, evitando complicações.

9. Não se deve manipular as lesões de acne em casa.

10. Podem ser usados medicamentos tópicos secativos nas lesões inflamadas, a base de ácidos como glicólico, salicílico e peróxido de benzoíla.

11. Acne no período menstrual pode ser controlada com produtos tópicos e em alguns casos, pílula anticoncepcional. Oscilações hormonais e o próprio nervosismo comum nesse período (TPM) contribuem para o quadro.

12. O tratamento das cicatrizes de acne pode ser feito com produtos tópicos a base de ácidos e procedimentos como peelings, dermoabrasão, microagulhamento, laser, cirurgia, dependendo do caso. Nem sempre o tratamento é 100% eficaz, por isso o melhor tratamento é a prevenção.

13. A exposição solar excessiva pode agravar o problema, o ideal é usar protetor solar específico para pele oleosa/acneica, com fator no mínimo 30 e reaplicar ao longo do dia.

* Dra Fernanda Costa Fonseca, dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.


Data de Publicação: 05/01/2018

Fonte: Assessoria de Comunicação CEJAM