Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Mogi das Cruzes ofereceu mais de 2,2 milhões de atendimentos de saúde em 2017

A Prefeitura de Mogi das Cruzes ofereceu 2.284.862 atendimentos de saúde em 2017, entre consultas de atenção básica, de especialidades, exames, pronto atendimento e Estratégia Saúde da Família. O número é superior aos 2.253.681 procedimentos registrados em 2016, o que confirma o aumento da demanda e ampla oferta de serviços na cidade. A situação é oposta à de milhares de municípios brasileiros que enfrentam crise no setor.

“Mogi conta com unidades de saúde qualificadas e certificadas. Neste ano, conseguimos aumentar o número de atendimentos da rede básica e realizar mutirões para reduzir as filas em consultas especializadas como oftalmologia. A saúde é um bem essencial e trabalhamos para garantir cada vez mais serviços, mantendo sempre a boa qualidade”, afirma o prefeito Marcus Melo.

O número mais representativo de 2017 é o de exames de atenção básica (laboratorial e papanicolau), com 937.600 procedimentos realizados em 2017, seguido de pronto atendimento (clínica geral, pediatria e especialidades), com 610.078, e consultas de atenção básica (clínica médica, ginecologia, pediatria e odontologia), que chegaram a 345.189.

O Sistema Municipal de Saúde também ofereceu 183.013 exames especializados, entre eles ecocardiograma, holter, litotripsia e ressonância magnética, além de 161.470 consultas em 30 especialidades, como cardiologia, psiquiatria e oftalmologia, entre outras.

“As especialidades não são uma obrigação da Prefeitura, já que cabe aos municípios o atendimento básico. No entanto, a população também não tem obrigação de saber de quem é a responsabilidade. O que as pessoas procuram é o atendimento e vamos continuar investindo na prestação desse serviço”, destaca o prefeito.

Por fim, em 2017 também foram realizados 47.512 atendimentos pela Estratégia Saúde da Família.

Embora tenham caído um ponto percentual em relação ao ano anterior, em 2017 foram registrados 22% de faltas às consultas de atenção básica agendadas. “Os prazos de espera poderiam ser menores se todos comparecessem às consultas marcadas ou não fizessem agendamentos sem necessidade”, conclui Melo. (Julio Nogueira)

 

Números da Saúde em 2017:

Exames de Atenção Básica: 937.600

Pronto Atendimentos: 610.078

Atendimentos de Atenção Básica: 345.189

Exames Especializados: 183.013

Atendimentos de Atenção Especializada: 161.470

Atendimentos pela Estratégia Saúde da Família: 47.512

Total: 2.284.862


Data de Publicação: 08/01/2018

Fonte: Comunicação Prefeitura de Mogi das Cruzes