Seu email foi confirmado com sucesso!

Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Gestor do PAVS apresenta trabalho voltado à saúde ambiental na Convenção de Saúde “Cuba Salud 2018”

Em 25 de abril, o gestor local do Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS), da OS CEJAM, Everton Tumilheiro Rafael, estará representando São Paulo na III Convenção Internacional de Saúde Pública – Cuba Salud 2018.

Na ocasião, o profissional fará uma apresentação oral do trabalho intitulado “Programa de saúde ambiental no âmbito da Estratégia Saúde da Família em uma zona periférica de São Paulo: implementação, planejamento e gestão”, que aborda a experiência do PAVS no Distrito Administrativo do Jardim Ângela, na zona Sul de São Paulo, cuja autoria divide com Débora Pereira de Araújo, Keylane Barbosa Nogueira Viegas Gara, Erika Mello e Glauber Alves dos Prazeres.

"Estou em Havana, vim para apresentar oralmente um trabalho na III Convenção Internacional de Saúde Pública – Cuba Salud. O trabalho relata a implantação do Programa Ambientes Verdes e Saudáveis em uma zona periférica de São Paulo", relata o gestor que é biólogo e mestrando em Saúde Coletiva.

Os números da experiência no Jardim Ângela

Para incorporar novos valores e práticas na concepção de espaços saudáveis e sustentáveis no território, desde agosto de 2015 as dezenove Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Jardim Ângela que contam com Estratégia Saúde da Família (ESF) vêm incluindo as questões ambientais nas ações de promoção de saúde, com a orientação do PAVS e de agentes ambientais contratados para atuar nessas unidades de saúde.

Desde então, os gestores locais apoiados pelos gerentes das unidades realizaram capacitação, monitoramento e acompanhamento das ações – desenvolvidas pelos agentes ambientais e pelas equipes do ESF – que são vinculadas aos sete eixos temáticos propostos pelo programa: (i) água, ar e solo; (ii) biodiversidade e arborização; (iii) revitalização de espaços públicos; (iv) gerenciamento de resíduos sólidos; (v) horta e alimentação saudável; (vi) cultura e comunicação; (vii) Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) – um programa do Ministério do Meio Ambiente que objetiva estimular os órgãos públicos das instâncias municipais, estaduais e federais a adotarem práticas de sustentabilidade e uma postura mais ativa em relação à responsabilidade e ao compromisso socioambiental.

Segundo dados do trabalho que será apresentado em Cuba, o resultado é positivo: nos dois primeiros anos do projeto foram realizadas mais de 4.680 atividades coletivas, entre mutirões, oficinas educativas e palestras, cerca de quinze mil visitas socioambientais domiciliares, atingindo mais de 80 mil pessoas.

O tema água foi um dos destaques. Mais de quarenta nascentes foram identificadas em todo o território, que passaram a ser monitoradas, sendo algumas delas incluídas no planejamento das unidades para projetos de conservação e preservação. Além disso, foram implantados cinco sistemas de captação de água de chuva em equipamentos públicos com a participação da comunidade e de profissionais do território, como forma de conscientizar e incentivar a preservação dos recursos hídricos.

Em onze unidades de saúde, as equipes criaram projetos específicos de horta e alimentação saudável, com um saldo de trinta hortas implantadas em espaços públicos, sendo três de grande porte, e a revitalização e reativação de mais cinco no território.

O programa também abordou as Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC), e reforçou ações a respeito do aproveitamento integral dos alimentos e sobre o uso de plantas medicinais, hortaliças, frutas e verduras e ervas condimentares/aromáticas na alimentação.

Por meio do projeto institucional denominado “Devolva-me” foram implantados nas unidades de saúde da região mais de oitenta novos pontos de entrega voluntária de pilhas e baterias usadas, de lixo eletrônico de pequeno porte, de radiografias obsoletas e de óleo de cozinha residual, garantindo, por meio da descentralização, o acesso dos usuários ao serviço, o que resultou em um grande número de resíduos coletados e no aumento de 70% das unidades de saúde que passaram a realizar coleta seletiva, com três delas usando o sistema fechado de vermicompostagem para resíduos orgânicos.

O documento destaca, ainda, as ações do PAVS CEJAM e dos seus parceiros que possibilitaram o plantio de mais de 80 espécies arbóreas, a elaboração de grandes projetos voltados ao meio ambiente, e a ampliação das atividades de atenção integral a animais domésticos, que já atendeu mais de mil animais em situação de alta vulnerabilidade clínica e ambiental. Além disso, também ajudou a melhorar a comunicação entre a ESF e os setores de vigilância ambiental local, identificando mais de quarenta casos de indivíduos em situação de acúmulo de animais, que passaram a ter acesso a projetos terapêuticos.

Por fim, destacam-se, ainda, os mais de vinte espaços públicos revitalizados (praças, passeios e muros), em mais de 250 mutirões comunitários, com a participação de mais de 2.600 pessoas.

Convenção de Saúde “Cuba Salud 2018”
Saúde Universal Para o Desenvolvimento Sustentável é o tema do Cuba Salud 2018 que acontece entre os dias 23 a 27 de abril no Palácio de Convenções de Havana (Cuba). Debater “os desafios atuais e futuros da saúde no mundo, como acesso à saúde, equidade nos serviços de saúde, cooperação internacional em saúde, as atuais políticas públicas, estratégias, organização e bases econômicas que sustentam a atividade de saúde, assim como s os novos processos de renovação da atenção básica e suas implicações para os serviços de saúde”, entre outros assuntos, é o objetivo do evento.

De acordo com os organizadores, “o encontro será um momento propício para reafirmar a necessidade de considerar a melhoria da saúde da população como um determinante do desenvolvimento social”.

Para mais detalhes, acesse o site do evento: http://www.convencionsaludcuba.com/


Data de Publicação: 25/04/2018

Fonte: Comunicação CRSSUL