Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Cuidados Paliativos em destaque no Hospital Municipal Evandro Freire

A I Jornada de Cuidados Paliativos do Hospital Municipal Evandro Freire (RJ) levou à Ilha do Governador profissionais e estudantes da saúde de todos os pontos da cidade. Colaboradores da unidade e inscritos externos lotaram o auditório durante todo o dia. O objetivo do evento era pensar o cuidado paliativo de forma transdisciplinar e abordar assuntos da atualidade.

De acordo com o médico presidente da Comissão de Cuidados Paliativos, Leonardo Guerreiro,  os cuidados paliativos são todos os cuidados oferecidos aos pacientes que apresentam doenças crônicas, degenerativas, fora da possibilidade de cura ou ainda em fases terminais. “É uma prática que vem crescendo e traz um olhar cuidadoso sobre o sofrimento e a morte”, esclareceu.

Em sua palestra, a gerente assistencial do HMEF, Maria Elizabete Serejo destacou que, o Hospital Evandro Freire foi pioneiro em formalizar, em Diário Oficial, sua Comissão de Cuidados Paliativos na rede de saúde do município do Rio de Janeiro.

Entre os temas abordados estão: a Saúde Bucal na terminalidade e nos Cuidados Paliativos, apresentado pela dentista intensivista do HMEF, Flávia Lobão, a Bioética, apresentada pela Assistente Social do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle,  Edna Moreira. Os critérios para a extubação paliativa, foi trazido, Maria Izabel Miorin (médica) e por Ernani Costa (fisioterapeuta), ambos profissionais do INCA e membros do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cuidados Paliativos da FIOCRUZ (GEPCP/FIOCRUZ).  Já a médica do Programa Melhor em Casa da Ilha, Guilhermina Galvão tratou sobre o cuidado também com o acompanhante, que muitas vezes tem a saúde fragilizada frente a dedicação com o familiar em cuidados paliativos. Além disso, a Comissão de Cuidados Paliativos do HMEF levou ao evento os desafios e experiências deste trabalho na unidade. O dia foi encerrado com o médico pós-graduando do Instituto Paliar-SP, que também compõe a equipe da Comissão de Cuidados Paliativos do Evandro Freire. Wagner Ribeiro da Silva.

“A Organização Mundial de Saúde define que os cuidados paliativos é Multiprofissional, por isso, temos orgulho da nossa Comissão ser composta por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, psicólogo, cirurgião-dentista, nutricionista e assistente social. Ficamos todos muito honrados em realizar esta primeira jornada e recebermos profissionais atuantes nos cuidados paliativos para compor o painel de palestras e os outros tantos profissionais e acadêmicos que nos procuraram interessados em conhecer um pouco mais ou trocar experiências sobre paliar, que é o Cuidado em sua máxima essência”, disse a palestrante e uma das organizadoras do evento, Flávia Lobão.


Data de Publicação: 22/06/2018

Fonte: Assessoria de Comunicação CEJAM Rio de Janeiro