Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Programa Parto Seguro: formatura do programa de trainee para enfermeiras obstetras

Após um ano de dedicação, cinco formandas comemoraram, nesta segunda (26/11), a conclusão da 1° turma de enfermeiros obstetras trainees do Programa Parto Seguro. Com direito a brinde, bolo e discurso, a cerimônia e entrega dos diplomas foram realizadas na sede do CEJAM e contaram com a presença de João Romano, gerente executivo da organização, que prestou homenagem às profissionais, além de integrantes da gerência técnica e colaboradores.

O programa teve duração de doze meses, nos quais as enfermeiras trainees realizaram treinamentos e plantões com supervisão de tutores em todos os procedimentos. Coordenadora geral do Programa Parto Seguro, Dra. Anatália Basile explica que o grande foco da iniciativa foi preparar profissionais para uma assistência humanizada ao parto e ao nascimento. “Hoje, a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia indica o enfermeiro obstetra como o profissional mais capacitado para essa assistência, então ver essas cinco técnicas de enfermagem crescerem dentro da instituição e serem abraçadas após sua formação de graduação e especialização como trainee é uma grande felicidade. Me sinto honrada de ter ‘desenhado’ esse programa junto com o RH, as supervisoras e a superintendência”, diz.

Mayara Bizerra, uma das formandas, discursou em nome das colegas. “Hoje, como enfermeiras obstetras, podemos relembrar alguns momentos deste percurso, onde nos tornamos parte da história de várias famílias, vimos e ajudamos muitos bebês virem ao mundo, uns com 4 quilos, outros com 700 gramas, outros nasceram e nos deixaram sem ar até o momento em que choraram vigorosamente para nos lembrar de respirar também. Vivenciamos, junto dessas famílias, uma montanha russa de emoções. Ser enfermeiro obstetra também é confiar e conhecer o processo fisiológico do parto e entender que o corpo do outro não nos pertence”, declarou.

Com o sucesso da iniciativa, a próxima turma do programa de trainee está prevista para começar em janeiro. Os participantes, que atualmente são técnicos em enfermagem, são indicados de acordo com critérios de seus supervisores.


Data de Publicação: 26/11/2018

Fonte: Assessoria de Comunicação CEJAM