Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Desafio Mais Saúde na Cidade exibe mais de 400 trabalhos

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizou nesta segunda (11) e terça-feira (12), no Palácio do Anhembi, a mostra de experiências da Atenção Básica dentro do “Desafio Mais Saúde na Cidade”. Mais de 400 trabalhos, elaborados em Unidades Básicas de Saúde (UBS) de toda a Capital, foram exibidos publicamente. “Foi uma surpresa muito agradável termos tomado contato com 413 trabalhos que abarcam ideias para resolver problemas de um universo tão amplo e importante”, disse Alexandre Padilha, secretário municipal da Saúde.

O “Desafio Mais saúde na Cidade” visa a estimular, mobilizar, identificar, reconhecer, valorizar e incentivar projetos da Atenção Básica de saúde, na Capital, sob orientação de novas diretrizes da SMS, com base na política Nacional da Atenção Básica e na política Nacional e Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS).

Cerca de 400 pessoas, representando UBS de toda a cidade, estiveram no Auditório Elis Regina do Palácio das Convenções do Anhembi. Foram múltiplos os desafios e as saídas encontradas pelas unidades para melhorar a saúde em São Paulo. Os trabalhos contemplaram projetos em modalidades relacionadas a avanços na consolidação dos atributos da Atenção Básica Primaria: acesso, integralidade, longitudinalidade e coordenação do cuidado; promoção de saúde; resultados epidemiológicos no território de abrangência da UBS.

Padilha destacou a variedade de temas como os relativos ao acolhimento à população migrante, os cuidados com idosos, o uso racional de medicamentos e melhorias relativas à agenda de atendimento. “Também me chamou a atenção os trabalhos relativos a um grave problema, que é a obesidade. Já outros abordaram o alcoolismo e o desafio de sair dos muros da UBS para chegar mais perto da população e levar mais saúde para a cidade”, disse o secretário.

Rejane Calixto Gonçalves, coordenadora da Atenção Básica, frisou a importância da intervenção concreta em muitos trabalhos apresentados pelas UBS. “As pessoas sistematizaram suas experiências, elaboraram outros desafios e melhoraram aqueles que já vinham sendo trabalhados em cada unidade. Com isso já sentimos a população, os trabalhadores mais satisfeitos. Melhorou o atendimento dos pacientes”, disse Rejane. Como exemplo, a coordenadora apontou a elevação na detecção de hipertensos. “Ela (detecção) existe porque a unidade está fazendo buscas ativas de pacientes em seu território”, afirmou.

Em setembro – próxima etapa do “Desafio Mais saúde na Cidade” – haverá novo encontro onde serão exibidos resultados mais definitivos das intervenções feitas. Em outubro será realizada avaliação pela Comissão de Avaliadora dos projetos. A divulgação dos resultados e premiação dos trabalhos ocorrerá em dezembro.

Confira os desafios aqui.


Data de Publicação: 13/04/2016

Fonte: Portal Prefeitura de São Paulo