Aguarde...

Saúde

Saúde

13 de Março de 2020

Coronavírus: Quando devo procurar uma unidade de saúde?

Você sabia que postos de saúde são a porta de entrada para o cidadão? Quem apresenta os sintomas do vírus pode procurar uma das 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital, deixando a rede de emergência (como hospitais e prontos-socorros) apenas para os casos mais graves de saúde ou para as pessoas pertencentes aos grupos de risco, que são as pessoas com idade a partir de 60 anos e os portadores de doenças crônicas graves e imunodeprimidos, como pacientes que passam por quimioterapia. 

Estudos indicam que 90% dos casos de Covid-19, também conhecido como Coronavírus, são mais leves, como os de um resfriado ou uma gripe, e podem ser consultados nos postos de saúde.

"Eu posso garantir a vocês que se nós formos hoje aos hospitais e prontos-socorros do município de São Paulo, 81% dos pacientes que estão lá deveriam estar em outros lugares, como Unidades Básicas de Saúde, programa da família e ambulatórios de especialidades. Se todo mundo entender que a porta de entrada para tosse e febre é pronto-socorro não haverá sistema de saúde que aguente", disse o infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip

Os coronavírus humanos comuns causam infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração. Os sintomas podem envolver coriza, tosse, dor de garganta e febre. Esses vírus algumas vezes podem causar infecção das vias respiratórias inferiores, como pneumonia. Esse quadro é mais comum em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou em idosos. 

Os sintomas mais comuns da Covid-19 são:

  • Febre baixa
  • Tosse
  • Coriza
  • Dor de gargante
  • Sintomas respiratórios: tosse e dificuldade para respirar
  • Histórico de viagem conforme ilustração abaixo (14 dias antes do início dos sintomas) ou contato com caso suspeito para coronavírus

Se você tiver estes sintomas, procure atendimento médico.

Coronavírus

Os coronavírus (CoV) fazem parte de uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais, conhecidos desde meados dos anos 1960. Em janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) notificou casos de pneumonia de causa desconhecida, ocorridos na cidade de Wuhan, no região central da China onde houve a detecção de um novo coronavírus (2019-nCov), uma mutação do vírus que ainda não havia sido identificado em humanos. 

Geralmente, a maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas e idosos mais propensos a se infectarem. Os coronavírus comuns que infectam humanos são alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

De uma forma geral, a principal forma de transmissão dos coronavírus se dá por contato próximo* de pessoa a pessoa, como em apertos de mãos. A transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas ou durante o período de incubação do vírus. Os casos assintomáticos não são contagiosos. 

Orientações

  • Cubra sua tosse
  • Utilize lenços descartáveis e jogue-os no lixo após o uso
  • Cubra sempre o nariz e a boca ao tossir os espirrar
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão
  • Evite aglomerações ou locais pouco arejados
  • Evite tocar olhos, nariz e boca
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal

Definição de contato próximo: Qualquer pessoa que cuidou do paciente, incluindo profissionais de saúde ou membro da família; que tenha tido contato físico com o paciente; tenha permanecido no mesmo local que o paciente doente (ex.: morado junto ou visitado).

Fonte: Prefeitura de São Paulo/Secretaria Municipal da Saúde

Coronavírus

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

INSTITUTO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!

Prevenir é viver com qualidade!