Aguarde...

Portal da Transparência COVID-19 - Clique aqui e confira

Bem Viver

Bem Viver

01 de Fevereiro de 2021

Infecções sexualmente transmissíveis (IST); saiba o que são e como se proteger

A expressão Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passou a ser adotada em substituição à Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas. A sífilis, gonorreia, HIV, herpes, hepatite, donovanose e HPV são exemplos de ISTs comuns no Brasil.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os dias, são contabilizados no mundo, mais de 1 milhão de casos de ISTs curáveis entre pessoas de 15 a 49 anos. De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, o Brasil teve 158.051 casos de sífilis e mais de 40 mil novos infectados pelo HIV em 2019.

A diminuição no uso dos preservativos vem contribuindo para esses números. Uma pesquisa realizada em 2018, pela DKT Internacional, empresa fabricante de preservativos, com 1.500 brasileiros, identificou que 47% dos jovens entre 14 e 24 anos não costumam usar camisinha nas relações sexuais.

Por isso, é muito importante saber mais sobre o assunto e buscar maneiras efetivas de prevenção, pois a pessoa pode estar aparentemente saudável, mas estar infectada por uma IST.

Como ocorre a transmissão das ISTs

As ISTs são causadas por mais de 30 vírus e bactérias e são transmitidas, principalmente, por relação sexual (vaginal, anal e oral) sem o uso da camisinha (masculina ou feminina), com uma pessoa que esteja infectada.

Algumas são transmitidas pelo contato de mucosas e pele com secreções corporais contaminadas, sangue infectado e uso de drogas injetáveis. Também podem ser passadas da mãe para o bebê durante a gestação, no parto ou na amamentação.

Principais sinais e sintomas

As ISTs podem se manifestar por meio de feridas, corrimentos e verrugas anogenitais, entre outros possíveis sintomas, como dor pélvica, ardência ao urinar, lesões de pele e aumento de ínguas. Podem surgir também em outras partes do corpo, como palma das mãos, olhos e língua.

Muitas ISTs são silenciosas, podendo ficar meses ou anos sem apresentarem sintomas, e se não forem diagnosticadas e tratadas, podem levar a graves complicações, como infertilidade, câncer ou até morte. A AIDS/HIV, por exemplo, não tem sintomas específicos. 

Medidas de prevenção

O uso da camisinha (masculina ou feminina) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais), preferencialmente acompanhada do uso de gel lubrificante, é o método mais eficaz para evitar a transmissão das ISTs, do HIV/Aids e das hepatites virais B e C.

Prevenção combinada

A prevenção combinada abrange o uso da camisinha externa (masculina) ou interna (feminina), gel lubrificante, diagnóstico e tratamento das ISTs, testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, Profilaxias Pré e Pós-Exposição ao HIV (PrEP e PEP, respectivamente), imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral (TARV) para todas as PVHA e redução de danos.

Nas unidades de saúde, é possível obter mais informações sobre esse tipo de prevenção, e em que casos ela pode ser adotada.

Diagnóstico e Tratamento

As ISTs são diagnosticadas por um profissional de saúde em consulta clínica, ou por teste rápido ou laboratorial (no caso de HIV, sífilis e hepatite B). Ao perceber verrugas, feridas, corrimento, sentir dor ao urinar ou coceira na região genital, a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais perto de sua residência para orientação. Todas as parcerias sexuais também devem ser tratadas para quebrar a cadeia de transmissão e evitar reinfecções.

O atendimento, exames e o tratamento são gratuitos nos serviços do SUS (Sistema Único de Saúde).

A médica infectologista Mariana Leal do Hospital Dia M’Boi Mirim / Rede Hora Certa responde perguntas sobre as ISTs. Clique aqui para acessar!

Fonte: Imprensa, Criação & Marketing

UBS Saúde

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

IRS Dr. Fernando Proença de Gouvêa

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!

Prevenir é viver com qualidade!