Aguarde...

Portal da Transparência COVID-19 - Clique aqui e confira

Saúde

Saúde

09 de Dezembro de 2019

Prefeitura de São Paulo anuncia ampliação do Mãe Paulistana; CEJAM atuará em 37 maternidades com o programa

A Prefeitura de São Paulo anunciou na última sexta-feira (06) a ampliação e qualificação do Programa Mãe Paulistana, que tem como prioridade a redução da mortalidade materna e infantil. Um dos pilares do programa é o incentivo ao nascimento humanizado.

Em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde, o CEJAM amplia sua participação no Programa Mãe Paulistana em 37 maternidades. Durante evento para anunciação da novidade, estiveram presentes Dr. Silvio Possa, gerente médico e representante da Instituição na ocasião; Dra. Anatália Basile, coordenadora do Programa Parto Seguro CEJAM; Sueli Doreto, gerente técnica; e João Romano, gerente executivo. 

Segundo o prefeito Bruno Covas, governar é uma corrida de revezamento. “Pouco importa quem começou o programa. O importante é que ele muda e transforma a realidade, ajudando a reduzir a mortalidade infantil. A retomada do Mãe Paulistana é importante para avançarmos em umas das nossas principais demandas, que é cuidar de nossas crianças”, destacou. 

Ponto importante das mudanças no programa é o aumento de um ano em sua vigência, ampliando a garantia de assistência durante do pré-natal ao puerpério, e agora se estendendo até o segundo ano de vida do bebê. A iniciativa oferece, além disso, as condições de segurança necessárias à gestante e à criança com o acesso aos exames necessários, como ultrassonografia e acompanhamento até os dois anos. 

As principais diretrizes da Rede de Atenção Materno-Infantil Mãe Paulistana são captação precoce da gestante (até a 12ª semana de gravidez), garantia de sete ou mais consultas de pré-natal, realização de exames laboratoriais e ultrassonografia, testes rápidos para sífilis e HIV, pactuação de pré-natal de risco. transporte público gratuito para gestantes e puérperas, visita antecipada à maternidade de referência para o parto, grade de parto acessível, agendamento pela maternidade e garantia de consulta da puérpera e da primeira consulta do recém-nascido, bolsa e enxoval para o recém-nascido e certificação de qualidade da UBS e da Maternidade.

Exames para os recém-nascidos

No programa, é realizada a Triagem Auditiva Universal em todos os recém-nascidos nas maternidades do SUS, importante na detecção da surdez ou déficit auditivo precoce. Quando necessário, o recém-nascido é encaminhado aos Centros de Referência para reabilitação auditiva e para utilização de aparelhos. Em média, cinco mil recém-nascidos são triados todos os meses.

Na ocasião do nascimento, também é feito o reflexo vermelho universal com detecção de patologias graves, como catarata congênita, retino-blastoma e retinopatia da prematuridade (ROP), possibilitando o encaminhamento e tratamento precoces aos centros de referência. Recém-nascidos  prematuros ou com peso menor que 1,5 kg são examinados na própria maternidade por equipe oftalmológica altamente especializada para diagnóstico e tratamento precoce, reduzindo consideravelmente a taxa de cegueira. Antes da alta dos bebês, é realizada terapia a laser caso seja indicado o tratamento cirúrgico.

O Programa Mãe Paulistana conta também com importantes linhas de cuidado para fissura labiopalatal, displasia coxofemoral e hipospádia (malformação genética na uretra dos meninos). 

A Rede de Proteção à Mãe Paulistana está presente em 467 Unidades Básicas de Saúde (UBS), 23 Ambulatórios Especialidades, 35 maternidades, sendo 16 sob gestão municipal, e duas Casas de Parto.

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde/Prefeitura de São Paulo

Parto Seguro São Paulo Gestão Saúde Mãe Paulistana

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

INSTITUTO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!

Prevenir é viver com qualidade!