Aguarde...

Portal da Transparência COVID-19 - Clique aqui e confira

Bem Viver

Bem Viver

10 de Janeiro de 2020

Excesso de sol pode causar sérios problemas à pele

O verão chegou e com ele vieram os dias mais quentes. Por isso, é preciso ficar atento com o tempo de exposição ao sol. A pele, por ser responsável pela proteção do corpo contra agentes externos, exige muitos cuidados. Descuidos podem causar sérios problemas, como o câncer de pele, uma doença muito comum no Brasil.

O câncer de pele ocorre por conta do excesso de exposição aos raios ultravioletas do sol, sem apresentar sintomas. Ele pode ser uma ‘pinta’ com alguns sinais de alteração. Por isso, toda 'pinta' que aumente de tamanho, altere suas cores ou apresente alteração no contorno deve ser avaliada por um dermatologista. Encontre a unidade de saúde mais próxima.

O filtro solar ajuda a proteger a pele contra o sol, mas é importante que o produto seja utilizado sempre, e não apenas nos dias ensolarados. Seu uso diário é importante para a prevenção de manchas. Para aumentar a sua eficácia, é necessário passar o produto em todas as áreas expostas do corpo.

O uso correto do filtro solar depende de alguns fatores: tempo de exposição ao sol, fototipo (tipo de pele) e fator de proteção do filtro a ser utilizado. Vale lembrar que não há filtro solar caseiro que tenha qualquer tipo de comprovação química de fator de proteção. Por isso, seu uso é desaconselhável.

Entenda os raios ultravioletas: UVA e UVB

Os raios UVA são responsáveis por ficarmos bronzeados. Estão presentes durante todo o ano e atingem a pele quase que da mesma forma. Tanto no inverno como no verão penetram profundamente na pele. Estes raios são responsáveis pelo envelhecimento da pele e surgimento de rugas. Já os raios UVB são mais intensos e ocorrem mais durante o verão. Penetram superficialmente na pele provocando queimaduras solares, vermelhidão e predisposição ao câncer de pele.


Dicas para um bronzeado saudável

- Fuja da exposição solar entre 10h e 16h, horário de maior concentração do ultravioleta;

- Utilize roupas mais leves e claras. As fibras naturais, como algodão, são as mais frescas;

- Use óculos de sol e escolha um chapéu com aba de pelo menos 3 polegadas (8 cm). Bonés deixam as orelhas e pescoço descobertos, portanto, não são a melhor escolha para a proteção do sol;

- Consuma alimentos ricos em betacaroteno e fontes de vitamina A, concentrados em alimentos de cor verde e amarelo-alaranjado: cenoura, abóbora, mamão, laranja, manga, pêssego, damasco, espinafre, brócolis, agrião, couve, rúcula, entre outros. Esses alimentos agem diretamente sobre a pigmentação da pele.

- Consuma pelo menos 2,5 litros de água, sucos de frutas, água de coco entre outros líquidos durante o dia todo, principalmente na praia, na piscina ou quando exposto ao sol.

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde/Prefeitura de São Paulo

Saúde São Paulo

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

INSTITUTO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!

Prevenir é viver com qualidade!