Aguarde...

Portal da Transparência COVID-19 - Clique aqui e confira

Saúde

Saúde

09 de Novembro de 2023

Santa Casa de São Roque: Maternidade segura e acolhedora

O milagre da vida encontra seu refúgio seguro e acolhedor na Santa Casa de São Roque, gerenciada pelo CEJAM em parceria com a prefeitura local. Ao menos, isso é o que declarou Fernanda Ribeiro e seu esposo Vitor Morais, que recentemente receberam a dádiva de mais um filho, o Heitor. Segundo os pais, a Santa Casa se consolidou na vida deles como um lugar onde a excelência em cuidados maternos se entrelaça com o calor humano e o acolhimento, capazes de proporcionar um momento único para as futuras mães e suas famílias.

Diante disso, conversamos com Fernanda para saber um pouco mais sobre essa “radiante” (palavra dela) experiência.

Como foi o acompanhamento do pré-natal durante sua gestação?

O pré-natal foi uma experiência muito boa e tranquila. Fomos muito bem atendidos, compareci a todas as consultas e segui tudo certinho. Não tive nenhuma complicação, mas enfrentei algumas dificuldades no final da gestação. Vim à maternidade em torno de cinco vezes devido a muitas dores, e na quinta vez, o Heitor nasceu.

Durante as vezes que estivemos aqui, fomos bem atendidos em todos os turnos, mesmo variando os horários das visitas. Às vezes, criamos um vínculo com a equipe de enfermagem, e isso nos fez sentir acolhidos em momentos de dor e tensão. Sentimos que podemos contar com a equipe. Portanto, achei o atendimento excelente.

Conte sobre sua experiência no parto do Heitor.

Eu tive uma cesariana anterior para o nascimento da minha filha, que foi uma experiência diferente. No entanto, o parto normal do Heitor foi muito mais radiante e bonito, apesar da dor. A recuperação foi melhor, e não houve cortes. Ver meu filho imediatamente após o parto compensou a dor.

O parto do Heitor foi tranquilo, embora tenha durado horas e ele ter nascido grande, com 52 cm de comprimento e quase quatro quilos. Eu pensava não ser possível um parto normal depois de ter um anterior por cesariana. Tive o apoio da equipe médica e de enfermagem, o que me deu força para continuar. O apoio do meu esposo também foi fundamental. O nascimento do Heitor foi uma experiência incrível, que ficará gravada para sempre, e me mostrou a força das mulheres.

Como foi o acolhimento recebido por parte da equipe da Santa Casa?

Meu parto foi realizado pela enfermeira obstétrica Lucinéia, que era muito capacitada. Ela ficou me apoiando o tempo todo, desde que eu estava com seis centímetros de dilatação até o momento do nascimento do Heitor. Ela foi a que mais me incentivou, ficou ali me acompanhando e me deu força no momento em que o Heitor nasceu. Portanto, não tenho palavras para descrever essa equipe, especialmente a Lucinéia.

Você recomendaria o atendimento da Santa Casa?

Eu super recomendo a experiência aqui na Santa Casa. A experiência nas duas vezes foi muito boa, foi ótima, mas principalmente agora, porque já se passaram quase cinco anos da primeira gestação até o nascimento do Heitor. A equipe foi excelente, desde que cheguei aqui no sábado até hoje, quase na hora da nossa alta. Foi uma experiência incrível com todas as equipes.

A história de Fernanda, Vitor e o pequeno Heitor demonstra o que é possível quando a excelência médica e a humanização se unem em um único lugar e com o objetivo de cuidar. A trajetória deles, desde o pré-natal até o nascimento de Heitor, foi marcada por cuidados de qualidade e apoio, proporcionados por uma equipe comprometida, desde o início de suas atividades, há mais de 150 anos.

Fonte: Comunicação, Marketing e Relacionamento

São Roque Humanização Saúde

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

INSTITUTO CEJAM

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!